sexta-feira, 23 fevereiro 2024

UNIESCON completa uma década e meia de apoio aos autores da Conscienciologia

Fundada em 23 de novembro de 2008, a União dos Escritores da Conscienciologia (UNIESCON)  completa 15 anos de apoio aos autores conscienciológicos. As comemorações envolveram o  debate temático – Holopensene Autoral – no Círculo Mentalsomático no Tertuliarium dia 18 de novembro de 2023, seguido de confraternização e distribuição de brindes para os participantes. 

Fundação da UNIESCON em 23 de novembro de 2008. (Foto:  Acervo UNIESCON)

Para compartilhar como tudo começou, a Coordenadora da UNIESCON, Débora Klippel uniu-se aos convidados Rosemary Salles, Dulce Daou, Mabel Teles, Eduardo Martins e Maximiliano Haymann para contar esta história com exclusividade ao Jornal da Cognópolis. Confira:

Cadê o livro?

Muitos de vocês já ouviram essa frase clássica do Professor Waldo. Ele valorizava sobremaneira a obra escrita, o livro pessoal conscienciológico. “Livro: Cognição pessoal”, pontua ele no livro Léxico de Ortopensatas página 1.179, publicado em 2014. 

Diante desse chamado, a valorização do mentalsoma, buscava criar formas de manter os intermissivistas engajados na escrita e no aprimoramento da grafopensenidade.

Foi então que, no dia 08 de fevereiro de 2008, em uma Tertúlia Conscienciológica no Salão Verde, ele trouxe o embrião da ideia da futura UNIESCON. “Lembram quando eu sugeri criar a Apex?  Hoje quero fazer a mesma coisa. Fazer a Associação Internacional dos Escritores da Conscienciologia. Vale a pena ver se o meu palpite vale a pena ser seguido. Quero irradiar isso no Tertuliarium, a questão dos autores”, segundo relato de Waldo Vieira, registrado in loco por Katia Arakaki.

Waldo complementou dizendo que a Rosemary Salles precisaria se envolver neste projeto, reunindo as pessoas com livros publicados e criando esta união. Queria laurear a presença do escritor, instituindo o holopensene do autorado de livros e a coesão dessa minoria. “Nas situações com o Waldo, nada acontecia por acaso. Ele teve a ideia numa tertúlia onde, justamente naquele dia, estava cheio de autores”, segundo Rosemary. “Algumas pessoas achavam que a UNIESCON tinha que ser uma espécie de academia mesmo, mais informal, sem ser IC, um ambiente mais de troca de experiência. Porém, a ideia que mais vingou era fazer jus ao que o Waldo pediu, criar uma IC” complementa.

No início foi um bafafá. As pessoas achavam a ideia de uma Instituição Conscienciocêntrica (IC) exclusiva para autores, elitista. O foco era a interação e o sinergismo apenas entre autores visando a megagescon. Não era orientação dele a meta de auxiliar o autorando.

“Na época tinha muito cotoveloma quando surgiu essa ideia de IC de autores, ficava todo mundo assim – ‘para quê isso de IC de autores?’, quem não era autor se sentia incomodado. Hoje em dia é tranquilo, a gente tem muitos autores e esse holopensene já está muito arraigado, na época não, era tudo muito escasso. O grande autor era o professor Waldo e de resto éramos muito poucos, sendo que alguns não moravam em Foz, o que deixava o holopensene ainda mais rarefeito” lembra Dulce Daou.

Autores da UNIESCON no Tertuliarium ao lado de Waldo Vieira. (Foto:  Acervo UNIESCON)

O grupo que participou da construção da IC, e que permaneceu por longo período, era de apenas 6 autores: Rosemary Salles, Mabel Teles, Katia Arakaki, Dulce Daou, Luciana Ribeiro e Júlio Almeida, tendo apoio nos seis meses iniciais de  Málu Balona e Jaime Pereira. 

Finalmente havia chegado o momento de vincar o holopensene autoral na comunidade Conscienciológica. Nove meses depois de lançada a ideia pelo Professor Waldo, nasce a UNIESCON – a futura mãe de muitas gestações conscienciais estava estabelecida. O dia foi especialmente escolhido e, em 23 de novembro de 2008 a instituição dos autores foi fundada, juntamente com o lançamento de mais um livro: Sempre é Tempo. A autora Dalva Morem compartilhou sua conquista gesconográfica com a consolidação de mais um desafio proposto por Waldo Vieira.

Eis, a seguir, breve timeline com 5 datas importantes da UNIESCON:

  • 08/02/2008 – proposta inicial da criação de instituição dos autores.
  • 23/11/2008 – fundação da UNIESCON.
  • 2009 – lançamento da revista Scriptor.
  • 07/04/2012 – início do Círculo Mentalsomático.
  • 03/05/2015 –  legalização da UNIESCON.

Ritual de passagem: O autor no Círculo Mentalsomático.

Em 2012, o professor Waldo convocou uma reunião com toda a CCCI no Tertuliarium para comunicar sobre a criação do Círculo Mentalsomático, para o qual convidou Mabel Teles para coordenar. 

Foto: Acervo UNIESCON

Nesta atividade, apenas autores de livros poderiam sentar-se no quadrante A, com o intuito de gerar ambição cosmoética em quem ainda não havia publicado livro. A ideia inicial de Waldo era ainda mais ousada, apenas autores poderiam falar naquele ambiente, mas optou-se por não seguir dessa forma.

Círculo Mentalsomático 18/11/2023 – quadrante A, exclusivo para autores. (Foto:  Acervo UNIESCON)

Com esse fomento, muitos queriam acelerar a escrita para juntar-se à turma mentalsomática do Círculo. “Um dia a gente estava numa reunião, na sala da UNIESCON, no Discernimentum, e discutíamos sobre a criação de uma atividade voltada para o público em geral para falar da escrita de livro, justamente para ajudar a fomentar o holopensene. Qual foi a nossa surpresa: dias depois, o professor Waldo lançou a ideia do Círculo Mentalsomático. Achei aquilo o máximo! O assunto parecia já estar no ar, não poderia sair de alguém mais propício, com mais autoridade moral, vivencial, para que a atividade pegasse” pontua Dulce Daou.

Logo em seguida, mais uma ideia chapa quente. Waldo queria saber quem estava escrevendo o quê e a solução implementada por Flávio Buononato foi colocar um painel com os títulos de cada autorando dentro do Tertuliarium. O compromisso com a gestação consciencial estaria firmado diante dos olhos de todos os frequentadores do espremedor de cérebros. Ao concluir a meta, o neoautor ganhava uma etiquetinha no quadro dizendo: “publicado”.  Com isso, além das palmas do ritual de passagem, ganhava também a possibilidade de sentar-se junto aos demais colegas, autores, no quadrante A, durante o Círculo Mentalsomático.

Assistência aos autorandos

Segundo Rosemary Salles, a assistência aos autorandos já acontecia desde 2002 no CEAEC com o curso Formação de Autores e a Dinâmica de Escrita. Esta dinâmica tornou-se o curso Imersão na Escrita, onde o autorando ficaria focado na sua produção mentalsomática de sexta a tarde até domingo, sendo que o evento, à época, era no antigo auditório da Holoteca. Futuramente, passou a ser realizado mensalmente e, mais de uma década depois, passou a denominar-se Imersão Conscienciográfica.

No início das atividades da UNIESCON, ainda em 2008, questionou-se então, quais outras atividades poderiam ser criadas para auxiliar a escrita gesconológica. Daí nasceu a Assessoria Grafopensênica e a Preceptoria autoral. Na primeira era dado um feedback pontual ao autorando sobre a obra em andamento, enquanto na preceptoria ocorria o acompanhamento contínuo da obra. “A gente pegava aquela pessoa no colo e ia com ela desde a fase inicial” lembra Rosemary Salles.

A assistência aos interessados na escrita do livro pessoal se expandiu além de Foz do Iguaçu. Na Aracê-ES houve o curso Técnicas Conscienciográficas com seis módulos e participação de quase uma dezena de autores itinerantes. Já em parceria com o IIPC-SP, a UNIESCON promoveu o curso Parapsiquismo Ideativo, com Moacir Gonçalves e Rosemary Salles. Na Intercampi-PE, foi ministrado o curso Energização Grafopensênica, com os mesmos autores, que somou-se na solidificação do holopensene mentalsomático da instituição. 

Em Natal, 2017, foi ministrada a oficina de Escrita e Produção Gesconológica, por João Paulo Costa. Surgiu então a Dinâmica Parapsíquica Grafopensênica com Moacir e Mabel, onde instalava-se um campo bioenergético otimizado para a escrita e posterior debate para trocas entre autores e autorandos.  Ainda em 2017, sentía-se falta de um curso de campo específico da UNIESCON. 

Foi quando surgiu a ideia de criar o curso de campo Autodesassédio Mentalsomático, com 2 epicons. “Uma das coisas que mais me chamou atenção na UNIESCON foi a quantidade de atividades, projetos e dinâmicas em que a IC já estava à frente quando assumi a coordenação. Algo muito marcante foi a ideia de criarmos uma grade curricular, unindo autores, autorandos e preceptores. A criação do curso Autodesassédio Mentalsomático, em 2017, parecia ser a cereja do bolo, algo para demarcar a vida intelectual e gesconográfica do autorando, e também dos autores que participavam do curso. Assim, algo parecido com o ano letivo e paraletivo surgiu, mobilizando ainda mais a Conscienciografologia na CCCI”, complementa Eduardo Martins.

Curso Autodesassédio Mentalsomático – Turma 2023. (Foto:  Acervo UNIESCON)

Novos voluntários, ideias e a consolidação de cursos-chave para o autorando foram se solidificando ao longo desses 15 anos. Segue a grade das principais atividades para 2024:

  • Formação de Autores da Conscienciologia. Com uma edição anual no segundo semestre de 2024. Tem o objetivo de fornecer ferramentas para autonomia autoral. Exclusivo para quem já publicou artigos científicos e verbetes para a Enciclopédia da Conscienciologia.
  • Imersão Conscienciográfica. Atividade de campo mentalsomático facilitador da Gestação Consciencial escrita. Encontros mensais (sexta a domingo) e duração anual com turmas presencial e online.
  • Laboratório Gesconográfico Grupal. Atividade de escrita visando a criação de campo mentalsomático com assessoria dos professores-preceptores da UNIESCON.  Duração semestral ou anual com turmas presencial sexta pela manhã e online às segundas à noite.
Turma 2023, Laboratório Gesconográfico Grupal – CEAEC. (Foto:  Acervo UNIESCON)

  • Imersão no Autodesassédio Mentalsomático. Curso de campo, com dois epicons. Visa otimizar o realinhamento de estruturas holossomáticas disfuncionais e limitadoras, fissuras, pontos cegos e formas anacrônicas de pensamento.
  • Megagescon: Escola de Autorrevezamento Autoral. Visa instrumentalizar os autores da Conscienciologia para comporem a automegagescon, a cápsula do tempo ideal para o autorrevezamento multiexistencial lúcido.
  • Duas Dinâmicas Parapsíquicas: Heurística Gesconográfica às sextas feiras e Pangrafia aos domingos.

Interassistência autoral

A União Internacional de Escritores da Conscienciologia (UNIESCON) é uma instituição formada exclusivamente por voluntários autores de obras conscienciológicas. Ao publicar seu livro, o neoautor é recebido com boas-vindas no grupo, podendo se predispor a compor o quadro de preceptores da UNIESCON, caso tenha interesse.

Na missão de instituir o holopensene de escrita na CCCI, várias reuniões, atividades e eventos foram criados. “Uma atividade que tínhamos apenas entre nós, autores, era a leitura e debate de livros sobre escrita” aponta Mabel Teles. Durante 5 anos foi realizada a Semana da Escrita, evento bem movimentado, com atividades dia e noite. O objetivo era que os autores e autorandos mostrassem o que estavam produzindo, escrevendo. “Numa das edições da Semana de Escrita cada autor, junto com banner da obra que estava produzindo, se posicionava na Aleia do Gênios para expor suas ideias acerca de sua futura gescon”, complementa Mabel.

O assunto central da UNIESCON é, sem dúvida, a produção científica, teática e tarística do livro. A qualificação das obras conscienciológicas é fundamental, consequentemente a lapidação para a qualificação do autor visa produzir a obra-prima – a Megagescon.  “Lembro que um dia eu estava em pé conversando com o Júlio Almeida, quando alguém falou “mãos à obra” e outro complementou “mãos à obra prima!”. Esse slogan ficou sendo utilizado pela UNIESCON por um bom tempo” explica Dulce Daou.

“Para mim, especificamente, sempre ficou aquela mensagem de que o grande objetivo da UNIESCON era favorecer a interação entre os autores; um autor ajudando ao outro, com amizade, companheirismo; estarem juntos para que pudéssemos chegar à Megagescon. Eu acho que esse curso é o mais importante na grade da UNIESCON, porque ele vem atender aquela demanda base do Professor Waldo, que seria dos autores trabalharem uns com os outros e se ajudarem a chegar à megagescon” conta Maximiliano Haymann.

Gestão da União de Escritores da Conscienciologia

Desde o início, se discutiu modelos de gestão que pudessem evitar a sobrecarga de trabalho e o desperdício de tempo, afinal o foco era a escrita. A primeira gestão foi formada por coordenação, passando a ser colegiado posteriormente. A ideia era ter o mínimo possível de trabalho administrativo, pois os autores tinham que conciliar com o voluntariado em outras ICs.

Eis a seguir, a listagem com a coordenação atual e os ex-coordenadores da UNIESCON:

  • Rosemary Salles (2008-2009)
  • Colegiado Gestor (2009-2011)
  • Marcelo da Luz (2011)
  • Colegiado Gestor (2011-2014)
  • Cesar Machado (2014 – 2017)
  • Sandra Tornieri (2017 – 2019)
  • Eduardo Martins (2019 – 2023)
  • Débora Klippel (2023 – atual)

Autor, embaixador da Conscienciologia

Em 23 de novembro de 2023, a UNIESCON completou 15 anos. O objetivo proposto por Waldo Vieira tem sido efetivado ano a ano, livro a livro. A conscientização do autor enquanto embaixador da Ciência Conscienciologia através da divulgação de sua obra escrita, é fundamental. Cada obra traz uma faceta, uma especialidade, uma fração da ciência e ajuda a fundamentar as pesquisas do grupo acerca da consciência multiexistencial e multidimensional. Além disso, nessa retomada pós-pandemia, a união de escritores quer expandir a interação mentalsomática entre os autores.

Foto:  Acervo UNIESCON

Veja nossas Pontuações, segundo Flávio Buononato.:

Antes da UNIESCON | 1986 – 2008

  • 25 autores
  • 39 livros 

5 anos de UNIESCON | 2019 – 2023

  • 24 neoautores 
  • 28 novos livros 

10 anos de UNIESCON | 2014 – 2018

  • 56 neoautores 
  • 62 novos livros 

15 anos de UNIESCON | 2019 – 2023 

  • 81 neoautores 
  • 76 novos livros 

Somos 186 autores com 205 livros publicados (Ano-base: novembro de 2023).

Vamos juntos chegar ao marco dos 500 Autores da Conscienciologia, afinal pensar grande era jargão do nosso querido propositor da UNIESCON.

Para saber mais acesse:
Autora: Debora Klippel
Organização: Cristina Bornia
Foto e vídeo: Acervo UNIESCON
Expediente: Edição 254 - Novembro e Dezembro de 2023

Coordenação compartilhada: Leonardo Ribeiro e Yana Fortuna
Jornalista responsável: Amaury Pontieri – MTB nº 23.154-SP

Editora: Yana Fortuna
Redatores de conteúdo: Cristina Bornia, Sónia Luginger e Yana Fortuna
Revisor de conteúdo: Luiz Antonio de Oliveira
Revisor ortográfico: Maria Koltum
Revisor do Inglês: Sergio Fernandes
Edição de vídeo: Eduardo Catalano
Web designer: Leonardo Ribeiro
Marketing Digital: Yana Fortuna
Conformidade com a política editorial (Conselho Editorial): Amaury Pontieri, Denise Paro e Pedro Mena Gomes

Endereço: Av. Felipe Wandscheer, 6200 - Cognópolis Foz do Iguaçu - PR - Brasil
redacao@jornaldacognopolis.org

Newsletter semanal gratuita!

Jornal da Cognópolis

Enviaremos um e-mail para que você confirme sua inscrição.

Newsletter

Jornal da Cognópolis

Enviaremos um e-mail para que você confirme sua inscrição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas
spot_img

Relacionadas

Foz do Iguaçu
céu limpo
23.5 ° C
24.6 °
23.4 °
94 %
1kmh
0 %
sex
37 °
sáb
37 °
dom
37 °
seg
34 °
ter
33 °