Pular para o conteúdo

Debora Klippel assina o livro O Pequeno Pesquisador

Memória e vidas passadas

Foto: Editares
Foto: Editares

A designer visual Debora Klippel assina o livro voltado para o público infantil com o título O pequeno pesquisador: memórias e vidas passadas. A obra foi apresentada ao público no dia 09 de outubro de 2021, durante o Círculo Mentalsomático e mais tarde, às 17h, aconteceu a live de lançamento, realizada pela Editares.

Com linguagem baseada nos pilares do paradigma consciencial, ilustrações primorosas e enredo instigante, o livro navega por temas e teorias complexas, esmiuçadas de maneira lúdica e divertida. Esse é o segundo livro da autora destinado ao público infantil, volume no qual o tema ’retrocognição’ recebe tratamento especial para despertar a atenção das crianças em relação às ‘vidas passadas’, mas inclui ainda assuntos envolvendo as Bioenergias, Multidimensionalidade, Holossomática, Cosmoética, Universalismo e Autoexperimentação, tópicos esses, importantes a serem evidenciados do ponto de vista evolutivo.

Foto: deboraklippel.myportfolio.com/o-pequeno-pesquisador

A obra narra as aventuras e descobertas dos pesquisadores mirins Luisa, Gabriel e Joana, que tentam descobrir uma forma de estudar as vidas passadas através das próprias memórias e preferências atuais. Na casa do avô de Luisa, estudam suas origens e aproveitam a oportunidade para observar os vínculos familiares e de amizade.

Nossas memórias seriam bagagens de outras vidas?

Na capa, especificamente na orelha, tem um jogo para produzir reflexões, e está repleta de símbolos que remetem a temas que auxiliam a criação de vocabulário para o que vai ser enredado a seguir.

O primeiro livro escrito pela autora, que inicia essa jornada de autopesquisa dos pequenos pesquisadores, chamado O pequeno pesquisador: Multidimensionalidade, já possui tradução para o inglês com o título The Little Researcher.

A motivação para a criação desses livros, foi a busca da transposição didática, em traduzir e explicar os temas e teorias, aos dois filhos ainda pequenos, que faziam muitas perguntas sobre as atividades da autora no voluntariado conscienciológico. “A demanda inicial foi em casa”, aponta a autora.

"Estamos aqui como um vetor para os novos intermissivistas que estão ressomando, com ideias até mais avançadas do que a gente tem, e esse é um papel importante que temos, de tentar distribuir as ideias da neociência Conscienciologia."

Debora Klippel

Os livros são muito didáticos e trazem temática relevante e esclarecedora, com foco na diversão do público infantil, que muito possivelmente entrará em contato com esses temas pela primeira vez, porém, de modo recreativo e lúdico.

Expediente da matéria: