sábado, 20 abril 2024

“A Vida Segue” sempre

Em 30 de Setembro de 2023 Betânia Ferreira de Abreu apresentou a sua gestação consciencial (gescon), no Círculo Mentalsomático, às 10h30. No mesmo dia ocorreu o lançamento oficial, na sede da Editares, com transmissão nas redes sociais da editora em Live das 17h às 18h.

A gescon é o relato pessoal em primeira pessoa de suas experiências projetivas lúcidas, com detalhismo, sobre os ambientes, companhias extrafísicas e assistências desenvolvidas. Um registro exemplarista de metodologia, esclarecimento e dedicação. Durante a leitura podemos observar facilmente a evolução consciencial da escritora a partir de sua desenvoltura pessoal e assistencial, e compreender como o amparo é determinante na organização das atividades assistenciais e patrocinador das reciclagens pessoais.

O Jornal da Cognópolis coletou o relato pessoal da autora sobre como a obra nasceu e foi organizada. Confira:

“A escrita do livro e o meu acesso às ideias da Conscienciologia ocorreram de modo bastante inusitado.

Meu esposo, Márcio, era médico cirurgião-pediatra, gozava de excelente saúde e nunca tinha apresentado nenhum problema mais grave. Um domingo pela manhã, saio para participar de uma corrida de rua e quando volto, algumas horas depois, ele havia apresentado um problema cardíaco e dessomado.

Sua dessoma, inesperada e precoce, foi um choque. Vivenciei momentos muito difíceis. Sem os conhecimentos e a maturidade que tenho hoje, tive muita dificuldade em lidar com o luto. Poucos dias após a sua dessoma, comecei a ter “sonhos” que pareciam muito reais, onde eu o encontrava. Mas, emocionada, logo acordava.

Em uma noite, sou levada por uma pessoa amiga a um local muito bonito, um jardim, e ele (Márcio) surge à minha frente. Noto que está mais jovem, mais magro e o cabelo, antes totalmente grisalho, está escuro. Sorri e levanta as sobrancelhas em um gesto tão conhecido. Muito emocionada, desperto no corpo físico. Nesse momento, creio que adquiri lucidez e pensei: isso não é um sonho, o Márcio está vivo e estou me encontrando com ele.  

Esses encontros se repetiam todas as noites. No começo eram muito confusos. À época, meus conhecimentos sobre a vida após a morte vinham dos estudos espiritistas que fiz ao seu lado por 20 anos e o espiritismo não aborda com profundidade o tema da projeção.

Em meio ao luto e todas as mudanças vivenciadas, fiquei muito confusa. Não sabia explicar o que estava acontecendo. Sentia também muitas repercussões energéticas ao voltar dessas experiências e não sabia nada sobre o assunto.

A partir do dia 23/12/2012,  vinte e um dias após sua dessoma, passei a deixar lápis e papel ao lado da cama e a anotar essas vivências tão inusitadas. Aos poucos as experiências foram se tornando mais lúcidas e ordenadas, porém eu continuava sem entender tudo isso.

Em fevereiro de 2013, por uma série de sincronicidades, conheci a Conscienciologia através de um amigo do Márcio, também médico. Ele leu meus registros e me explicou o fenômeno da projeção consciente. Começamos a estudar juntos e foi um alívio encontrar no livro Projeciologia – panorama das experiências da consciência fora do corpo humano, do professor Waldo Vieira, as explicações lógicas e detalhadas sobre essas vivências.

Depois de algum treinamento promovido pelos amparadores, comecei a trabalhar ao lado do Márcio, em um hospital extrafísico, assistindo crianças e jovens recém-dessomados. Nesse período atendemos mais de 250 crianças. Parte dos relatos dessas experiências constituem a primeira etapa do livro.

A segunda parte são experiências vivenciadas em um local que chamo de Campo de Tratamento onde, agora sem a presença do Márcio, assisto consciexes com paravisual infantil em situações de grande perturbação. Na parte 3 trago relatos de experiências em um Hospital Psiquiátrico extrafísico onde tenho a oportunidade de atender consciências do meu grupocarma.

Quando já tinha alguma experiência em assistências extrafísicas, passei a participar, em um segundo momento da noite, de projeções de resgates na baratrosfera. Experiências, para mim, bem impactantes. Na última parte do livro, trago alguns relatos de retrocognições.

No período dos 3 anos preenchi 276 cadernos de 100 folhas com registros projeciográficos dessas experiências. Foram parte desses registros (mais ou menos 1/3) que, depois de uma seleção rigorosa e um longo trabalho de adaptações e revisões, deram origem a essa obra.

Logo que comecei a anotar as experiências, pensei: acho que estou escrevendo um livro. Os relatos pareciam muito detalhados. Muitas experiências eram didáticas. Algum tempo depois, o próprio Amparador orientou para que mantivesse todos esses registros muito bem organizados para um futuro livro. O fim útil desse trabalho, esclarecia.

Acho importante comentar que esses relatos são de experiências assistidas. O Amparador me acompanhou e orientou em todos os trabalhos, e acredito que, apesar da memória excelente que tenho, recebi auxílio para trazer rememorações tão detalhadas. Eu acordava, depois de cada projeção, muito sonolenta, pegava o caderno, e as informações pareciam não estar no meu cérebro físico. Depois de alguns instantes, como em um download, elas surgiam e eu escrevia tudo, em um fôlego só. A rememoração vinha em bloco, na maioria das vezes. Ainda hoje, tenho na memória, com uma lucidez perturbadora, todas essas experiências. 

Publicar essa obra tão densa, demandou esforço e determinação enormes. Sinto-me muito grata por, finalmente, poder compartilhar essas vivências, que considero muito ricas. Minha maior satisfação é saber que cumpri o compromisso assumido com a equipe extrafísica amparadora deste trabalho. Foi um aprendizado ímpar e uma honra enorme essa parceria.”

Autora:

Betânia Ferreira de Abreu é uma consciência semperaprendente. Nasceu em Anápolis, GO, em 25/06/1960. Graduada em Biblioteconomia pela Universidade de Brasília. Conheceu a Conscienciologia em 2013. Em 2014 tornou-se voluntária do Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC), atuando como docente, palestrante e docente itinerante, ministrando palestras e cursos em várias cidades do Brasil.

Com o advento das atividades online, ministrou Lives e participou como convidada de vários programas da Conscienciologia. A convite do IIPC Buenos Aires, ministrou também uma Live no idioma espanhol. Atualmente reside em Brasília, onde atua como coordenadora do departamento Técnico Científico do CEA local.

Para saber mais acesse:
Autora: Sónia Luginger
Foto e vídeo: Acervo Editares
Expediente: Edição 256 - Março e abril de 2024

Coordenação compartilhada: Leonardo Ribeiro e Yana Fortuna
Jornalista responsável: Amaury Pontieri – MTB nº 23.154-SP

Editora: Yana Fortuna
Redatores de conteúdo: Cristina Bornia, Leonardo Ribeiro, Sónia Luginger e Yana Fortuna
Revisor de conteúdo: Luiz Antonio de Oliveira
Revisor ortográfico: Maria Koltum
Revisor do Inglês: Sergio Fernandes
Edição de vídeo: Eduardo Catalano
Web designer: Leonardo Ribeiro
Marketing Digital: Yana Fortuna
Conformidade com a política editorial (Conselho Editorial): Amaury Pontieri, Denise Paro e Pedro Mena Gomes

Endereço: Av. Felipe Wandscheer, 6200 - Cognópolis Foz do Iguaçu - PR - Brasil
contato@jornaldacognopolis.org

Newsletter semanal gratuita!

Jornal da Cognópolis

Enviaremos um e-mail para que você confirme sua inscrição.

Newsletter

Jornal da Cognópolis

Enviaremos um e-mail para que você confirme sua inscrição.

Últimas
spot_img

Relacionadas

Foz do Iguaçu
céu limpo
23.3 ° C
23.5 °
20.6 °
78 %
2.6kmh
0 %
dom
31 °
seg
33 °
ter
32 °
qua
28 °
qui
22 °